Pernambuco: migração para Marília pode definir eleição

Pernambuco: migração para Marília pode definir eleição


Com saída de Marília Arraes da disputa, 33% de seus eleitores preferem Armando Monteiro (PTB), enquanto 13% ficam com Paulo Câmara (PSB), diz pesquisa

Estêvão Bertoni - Veja
Marcada por interferências externas sobre decisões locais, a eleição em Pernambuco pode consolidar uma hegemonia do PSB que já dura 12 anos no estado. Com a tentativa de reeleição do governador Paulo Câmara, o partido tem chances de conseguir sua quarta vitória seguida. As duas primeiras, em 2006 e 2010, foram com Eduardo Campos
Mas o resultado nas urnas poderá ser definido na hora em que os eleitores que tendiam a votar em Marília Arraes (PT) migrarem seus votos para os candidatos que restaram.
A vereadora petista havia sido escolhida na convenção estadual como candidata ao governo. Porém, um acordo entre as executivas nacionais do PT e do PSB, para que o segundo se mantivesse neutro nas eleições presidenciais, enterrou a candidatura de Marília em troca do apoio petista a Câmara.
Com a manobra, o objetivo do partido de Lula era isolar Ciro Gomes, que ficou nacionalmente sem a aliança com o PSB. O arranjo também afetou a candidatura de Márcio Lacerda (PSB) ao governo de Minas Gerias, que pretende insistir na postulação contrariando a orientação da executiva nacional.
Em pesquisas de opinião feitas no mês passado pelo instituto Datamétrica, Câmara aparecia em primeiro, com 25% das intenções, seguido de Marília (21%) e Armando Monteiro (17%), candidato do PTB. Como a margem de erro é de 4 pontos, os três candidatos estavam tecnicamente empatados.
Levantamento do mesmo instituto mostra que 33% dos eleitores de Marília pendem para Armando Monteiro, enquanto apenas 13% votariam em Paulo Câmara. Em 2014, o governador de Pernambuco apoiou o tucano Aécio Neves no segundo turno contra Dilma Rousseff (PT), e se posicionou favoravelmente ao impeachment da presidente.
Sem a presença da vereadora petista na pesquisa, o candidato do PSB tem 28%, enquanto o do PTB aparece com 22%. Tecnicamente, eles continuam empatados.
A pesquisa está registrada sob o número PE-09139/2018. A Datamétrica ouviu 600 pessoas entre 11 e 12 de julho. O levantamento possui nível de confiança de 95% e margem de erro de quatro pontos percentuais para mais ou para
Legado de Miguel Arraes
Com as candidaturas ao governo do estado definidas, Marília decidiu concorrer ao cargo de deputada federal. Neta do ex-governador Miguel Arraes, ela disputará a mesma vaga que o novato em eleições João Campos (PSB), filho de Eduardo Campos e bisneto de Arraes, numa briga pelo legado do político.
Marília já havia rompido com Eduardo Campos, seu primo, em 2014, porque ele não a lançou como candidata à deputada federal. Em relação ao PT e a sua candidatura frustrada ao governo, ela optou por não insistir pela vaga para manter o ambiente pacificado no partido. João Campos tem o apoio de Paulo Câmara e do prefeito do Recife, Geraldo Júlio (PSB).
Conheça os candidatos ao governo de Pernambuco:
Armando Monteiro (PTB), senador
Vice: Fred Ferreira (PSC)
Coligação: PTB, PPS, PSDB, DEM, PSC, PRB, PV, Pode, PRTB, PSL, PHS, DC, PMB

Dani Portela (PSOL), historiadora e advogada
Vice: Gerlane Simões
Coligação: PSOL, PCB

Julio Lossio (Rede), médico e ex-prefeito de Petrolina
Vice: Luciano Bezerra (Rede)

Maurício Rands (Pros), advogado e ex-deputado federal
Vice: Isabella Fiorenzano (PDT)
Coligação: Pros, PDT, Avante

Paulo Câmara (PSB), governador de Pernambuco
Vice: Luciana Santos (PCdoB)
Coligação: PSB, PCdoB, PT, MDB, PP, PR, PMN, PTC, PRP, Patriota, PSD, PPL, Solidariedade

Simone Fontana (PSTU), professora
Vice: Jair Pedro (PSTU)

Ana Patrícia Alves (PCO), agente de saúde
Vice: Gilson de Oliveira (PCO)
Mais informações
Armando inicia campanha com atividades em Petrolina, Caruaru e no Recife

Armando inicia campanha com atividades em Petrolina, Caruaru e no Recife

Com o objetivo de marcar o compromisso de sua campanha e do futuro governo com o desenvolvimento de todas as regiões do Estado, Armando Monteiro (PTB) inicia, nesta quinta-feira (16), sua campanha a governador de Pernambuco com atividades no Sertão, Agreste e Região Metropolitana.
O candidato da coligação Pernambuco Vai Mudar cumpre agenda focada nos eixos centrais da campanha, que são voltados a fazer um governo mais próximo das pessoas e que promova a retomada do crescimento econômico para garantir a geração de emprego e renda para a população.
“É fundamental tirar o Estado dessa situação de paralisia fruto da atuação do governo nos últimos anos. Precisamos trabalhar duro para retomar as obras paradas, animar a economia em todas as regiões e estimular a geração de emprego”, afirmou Armando, que dá o pontapé da corrida eleitoral em Petrolina, no Sertão do São Francisco, em um café da manhã com agricultores numa fazenda de exportação de frutas.
De Petrolina, onde está desde esta quarta-feira (15), Armando segue para Caruaru, no Agreste Central, onde participa de uma caminhada pelo centro comercial do município e visita obras inacabadas que deveriam estar atendendo às pessoas. Armando cumpre as atividades ao lado da prefeita Raquel Lyra (PSDB) e do ex-governador João Lyra Neto (PSDB).
A longa agenda de contatos e de diálogo com a população e com lideranças de todo o Estado se encerra com uma missa, no início da noite, na Igreja de Nossa Senhora da Conceição, em Casa Amarela, Zona Norte do Recife.


 “Queremos fazer uma campanha limpa, propositiva e voltada para estimular a paz e resgatar a autoestima de todas as pernambucanas e todos os pernambucanos”, enfatizou Armando. “As pessoas esperam que o próximo governo recupere a autoridade no combate à violência e que todas as famílias voltem a viver um clima de segurança nas ruas”, acrescentou o petebista, que cumpre toda a agenda ao lado dos candidatos ao Senado Mendonça Filho (DEM) e Bruno Araújo (PSDB) e a vice-governador, Fred Ferreira (PSC).
Blog do Edmar Lyra
Mais informações
Em Brasília, Paulo Câmara defende a candidatura Lula a presidente

Em Brasília, Paulo Câmara defende a candidatura Lula a presidente

BRASÍLIA – O governador e candidato à reeleição pela Frente Popular de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), participou hoje (15/08)  do ato de registro de candidatura à Presidência da República do ex-presidente Lula (PT). Paulo compareceu a um almoço na sede do PT, na Capital Federal, onde estavam presentes também os governadores Wellington Dias, do Piauí, e Fernando Pimentel, de Minas Gerais, entre outras lideranças do PT e do PCdoB. Paulo estava acompanhado pela presidente nacional do PCdoB, a deputada federal Luciana Santos, que é candidata à vice-governadora na sua chapa, e do senador Humberto Costa (PT), candidato à reeleição, também integrante da majoritária.
“O PSB sempre esteve junto com o presidente Lula, trabalhando e pedindo voto para sua eleição. E não vai ser diferente dessa vez. Por isso, estamos aqui hoje, em Brasília, para reafirmar o nosso apoio à candidatura do presidente que mais fez e olhou por Pernambuco. Sim, defendemos o direito de Lula ser candidato, para Pernambuco seguir na frente e o Brasil ser feliz de novo”, afirmou Paulo Câmara.
Candidato a vice na chapa de Lula, o ex-ministro Fernando Haddad destacou a importância da eleição da chapa encabeçada por Paulo Câmara, que comandou o processo que resultou na unidade das esquerdas em Pernambuco.  “Eu estou aqui para comemorar com vocês essa grande união das forças progressistas do Estado de Pernambuco, em torno da liderança de Paulo Câmara, nosso governador. E pedindo a você para considerar a reeleição de Paulo”, disse Haddad, que pontuou depois: “Você há de lembrar quando Lula era presidente, a parceria com Pernambuco foi extraordinária. Nós queremos voltar a ter essa parceria: Lula na Presidência e Paulo Câmara no Governo do Estado. Juntos, vamos fazer muito pelo Nordeste e muito por Pernambuco também.”
Blog do Edmar Lyra
Mais informações
Prefeito Fernando Pergentino participa de abertura de campeonato de futebol no Distrito de Insurreição

Prefeito Fernando Pergentino participa de abertura de campeonato de futebol no Distrito de Insurreição



Neste domingo (12), o prefeito de Sairé, Fernando Pergentino, participou da abertura do Campeonato de Futebol Amador na comunidade do Distrito de Insurreição.

Na abertura do Campeonato o prefeito, Fernando Pergentino, destacou a importância da prática esportiva em Sairé e no Distrito de Insurreição, e disse que durante a sua administração o esporte estará sempre recebendo os apoios devidos.

“É uma satisfação estar aqui, isso reforça o compromisso de incentivar a prática esportiva e a revitalização do esporte amador na cidade, e claro, na zona rural”, disse o prefeito Fernando Pergentino.

Mais informações
Mensagem do Prefeito Fernando Pergentino ao Dia dos Pais

Mensagem do Prefeito Fernando Pergentino ao Dia dos Pais


Pai é aquele que nos dar o sustento, que nos alimenta e carrega no colo. É aquele que nos abre portas, nos dá oportunidade e nos mostra como a vida pode se tornar fácil mesmo nos momentos difíceis. Pai é presença, amor e carinho. 
                 
Neste dia tão especial para você pai, prestamos esta homenagem que admiramos tanto, com todas as suas virtudes e também com seus limites. Este homem dedicado, sempre pronto e atento, mostrando-nos os ensinamentos da vida.

É com esse sentimento de amor que o Prefeito Fernando Pergentino abraça todos os pais desejando-lhes um dia repleto de felicidades, compreensão e, sobretudo amor.

Que o Deus todo poderoso, esteja presente em todos os lares e abençoe toda a família neste dia dos pais.

Parabéns a todos os pais!

Mais informações
Prefeitura de Sairé segue com manutenção de estradas

Prefeitura de Sairé segue com manutenção de estradas



A melhoria das condições das estradas do interior de Sairé é uma preocupação constante da atual administração. Buscando mantê-las sempre nas melhores condições a Secretaria de Infraestrutura segue com patrolamento e alargamento nas estradas gerais, secundárias e acessos às propriedades das comunidades interioranas. 

Nesta terça-feira (07), as ações foram concentradas na estrada do Sítio Moreno, onde o próprio prefeito Fernando Pergentino ‘colocou a mão na massa’, trabalhando como o operador da Pá Carregadeira, juntando-se aos funcionários para dar mais celeridade aos serviços realizados.

Os serviços incluiu aterros e nivelamento do terreno. Estradas vicinais, aquelas menores, também estão recebendo o serviço de alargamento. Nos próximos dias, a prefeitura deve atender outras regiões do município.

O Prefeito Fernando Pergentino, enfatiza que para os produtores rurais, ter uma estrada em boas condições é imprescindível. Pois, eles realizam a colheita diariamente e precisam escoar a produção para a cidade e região. Ainda de acordo com o prefeito, uma estrada em boas condições é importante não só para os produtores, mas também para a população que depende da estrada para diversos fins como educação, saúde, trabalho, passeios, entre outros. Por isso, a Prefeitura está intensificando a conservação das estradas a fim de oferecer condições dignas aos moradores da zona rural. “Um dos maiores desafios em nossa administração é manter as estradas rurais em bom estado. Entre os obstáculos estão à dimensão, afinal são centenas de quilômetros de estradas rurais, e nós estamos conseguindo superar estes desafios em prol de melhor qualidade de vida as comunidades do interior”, disse Fernando Pergentino.








Mais informações
Convenção do PSB confirma candidatura de Paulo Câmara à reeleição em Pernambuco

Convenção do PSB confirma candidatura de Paulo Câmara à reeleição em Pernambuco



O governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), oficializou sua candidatura à reeleição, neste domingo, dia 5, na convenção do partido realizada em um clube da zona oeste do Recife. No evento, com direito a orquestra de frevo e clima de Carnaval fora de época, também foi confirmada a presidente nacional do PCdoB, Luciana Santos, como candidata a vice-governadora no lugar de Raul Henry, do MDB, que tentará um vaga na Câmara. O deputado federal Jarbas Vasconcelos (MDB) e o senador Humberto Costa (PT) completam a chapa concorrendo ao Senado.

Quatro anos depois de ser lançado pelo ex-governador do Estado Eduardo Campos (PSB) - morto em um acidente aéreo durante a campanha daquele ano -, com uma base de 21 partidos, Câmara chega à sua segunda eleição com o apoio de 12 legendas. "Ainda estamos conversando com o PROS e com o PDT para aumentar a chapa. Quanto mais gente conosco, melhor. Doutor Arraes dizia que o que 'os políticos separam e o povo junta'", afirmou o presidente do PSB em Pernambuco, Sileno Guedes.

No últimos meses, Câmara, que é vice-presidente nacional do PSB, trabalhou nos bastidores para levar o partido a fechar uma aliança nacional com o PT. Sem conseguir conversar com os correligionários, principalmente de Minas Gerais, São Paulo e Distrito Federal, o governador costurou um acordo que garantisse a neutralidade do partido, em troca da retirada da candidatura de Márcio Lacerda (PSB) ao governo mineiro e a da vereadora do Recife Marília Arraes (PT) da disputa em Pernambuco. De quebra, os petistas conseguiram isolar Ciro Gomes (PDT).

Ex-aliados dizem que Câmara não foi capaz de dialogar com a base ao dar prioridade à coligação com o PT, com quem tinha rompido em 2013 e confirmando o posicionamento adversário em 2016, quando ajudou na articulação pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) e, em seguida, ingressou na base do governo Michel Temer.

Além da base mais enxuta, o governador vai enfrentar uma rejeição bem maior do que a de Campos, além de cobranças, sobretudo nas áreas de segurança pública e saúde. A oposição acusa o governador de ter falido o Pacto pela Vida, principal programa de combate à violência deixado por Campos, e calcula que Câmara não cumpriu 70% das promessas feitas na campanha de 2014.

Proximidade
Com apenas 45 dias de campanha, Sileno Guedes disse que a estratégia da Frente Popular para garantir 16 anos de governo do PSB será investir mais na comunicação e na aproximação com os eleitores. "A partir de amanhã vamos construir um agendão para percorrer todo o Estado, dialogando com as pessoas. É uma campanha mais curta, vamos aumentar essa comunicação também nas redes sociais", disse.

O PSB deve se reunir na próxima semana com o diretório estadual do PT para definir como será feita a campanha para o ex-presidente Lula, condenado e preso pela Operação Lava Jato.

No discurso, Câmara recorreu à memória de Eduardo Campos e do ex-governador Miguel Arraes e conclamou a militância a ir às ruas conquistar o voto. Segundo o governador, o bloco vai permanecer unido e provar que está preparado para governar Pernambuco por mais quatro anos. "Como Eduardo sempre dizia: 'vamos ganhar no serviço'. Viva Eduardo e viva Arraes", declarou o candidato. 

Diário de Pernambuco
Mais informações
Postagens mais antigas ››