“É evidente que nós temos todas as condições de sentarmos com Neno”, diz Vanderlande que trabalha pela união das oposições

As articulações e composições políticas em Camocim de São Felix para pré-candidaturas a prefeito em 2016, estão sendo delineadas. O ex-prefeito Vanderlande (PSB) quebra o silêncio e fala ao repórter Josival Ricardo da Agreste FM sobre a união para 2016.
Agreste FM: Ex-prefeito Vanderlande, o senhor foi o candidato da oposição na eleição passada, e você não obteve êxito, como fica sua situação agora para 2016?
Vanderlande: Nós vivemos numa democracia, eu só tenho de agradecer pelos cinco mil votos que obtive, não conseguimos, mas, não torcemos que dê errado, queremos que nosso povo tenha um governo que trabalhe e estou para ajudar a todos de Camocim.
Agreste FM: Com relação às últimas eleições, ficou alguma aresta, arranhadura com Neno, que lhe tinha como sucessor?
Vanderlande: Não, Olha Josival, essa pergunta me tem sido feita muito, nos últimos dias. Aproveito essa entrevista da Agreste FM para responder de maneira muito clara, de modo transparente. Existiu nas últimas eleições uma diferença política entre agente e o ex-prefeito Neno, mas isso nunca foi para o terreno pessoal, ou de ofensas pessoais, de nada deste tipo, então, é evidente que nós temos todas as condições de sentarmos com Neno, mas nesse momento o que está posto é: fazemos parte da conjuntura da oposição! No momento, nós seremos os primeiros a convida-lo para sentar-se à mesa com as oposições. Nosso objetivo hoje é, que as oposições de Camocim de São Felix marchem unida e com candidatura própria.
Agreste FM: Ex-prefeito Vanderlande, fomos informados que o senhor participou de uma reunião com o governador Paulo Câmara, na capital Pernambucana semana passada. Qual foi o teor dessa conversa?
Vanderlande: Na realidade, primeiro fui com uma pauta, já que tenho livre acesso ao palácio, eu fui cobrar. Não é por que a gente perdeu a eleição que deixamos de nos preocupar, há várias obras paradas e temos que levar essas reivindicações do nosso povo ao governador e aos deputados, depois fui resolver a questão do nosso partido PSB.
Agreste FM: Para 2016, o senhor coloca seu nome à disposição da oposição do povo de Camocim de São Felix?
Vanderlande: O processo político é um processo de escolha e falta mais de um ano, mas primeiro Deus, depois o povo e o grupo político. Deixo meu nome à disposição e sei que tem vários nomes bons no nosso grupo que tem condições, mas estamos conversando, é o povo que deve escolher volto a dizer, estamos aqui para somar.
Central de Jornalismo: Willamar Jr

Postagens Relacionadas
‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››