FUTEBOL SÉRIE B: Santa Cruz bate o Atlético-GO por 3x0 e respira na competição

Não foi fácil como o placar pode demonstrar. O Santa Cruz errou passes. Deu campo para o adversário. Tomou sustos. Mas teve méritos. No jogo marcado pela volta de Tiago Cardoso e em que o goleiro teve pouco trabalho, o setor ofensivo esteve com a pontaria calibrada. Nas poucas chances em que criou, foi decisivo e venceu o Atlético-GO por 3 a 0, no Arruda. Destaque para o segundo gol. Uma cobrança de falta precisa de Daniel Costa. Com o resultado, a equipe coral soma 18 pontos e reage após perder para o Náutico. No próximo sábado, o time de Marcelo Marcelotte, que soma quatro vitórias, um empate e uma derrota no comando, encara o Criciúma, em Santa Catarina.

O Santa Cruz entrou em campo desfigurado. Sem sete peças entre titulares e reservas. O zagueiro Danny Morais, o volante Wellington César, o meia João Paulo e o atacante Nathan, suspensos, além do zagueiro Alemão, o volante Bruninho e o meia Guilherme Biteco, lesionados, estavam fora de campo. Mas a solução encontrada por Marcelo Martelotte surtiu efeito para o primeiro gol. Pelo menos.


No ataque, a força coral se concentrava nas pontas. Do lado direito, Lelê. Do esquerdo, Renatinho foi deslocado da função de volante para a atuar mais avançado. Assim, a dupla criou o gol que abriu o placar da partida. Um lançamento do baixinho encontrou a velocidade e a precisão de um chute no canto direito de Lelê, aos 14 minutos. Mas foi só.

No primeiro tempo, o time de Marcelo Martelotte voltou a fazer um jogo de pouca inspiração assim como no clássico contra o Náutico, na rodada anterior. Situação que refletiu no comportamento da torcida. Era o time com extrema dificuldade em trocar passes, e a arquibancada em silêncio.

Em campo, o rival Atlético-GO conseguia até agredir mais. Não à toa, criou três chances. Uma delas raspou na trave após o chute de Feijão. Tiago Cardoso, voltando de lesão após quase oito meses, não tinha o que fazer no lance. Travado, o Santa Cruz só veio a assustar em uma bola parada que encontrou a cabeça de Marlon e depois parou na trave.
 
 Segundo tempo

No segundo tempo, o Santa Cruz passou a diminuir os espaços no campo defensivo e travou a criação do rival. Cresceu. A equipe coral passou a se fechar atrás da linha do meio-campo e explorar os contra-ataques. Em uma das subidas, acabou ganhando uma falta perigosa. Na cobrança, aos 18 minutos, Daniel Costa foi genial. Chutou por baixo da barreira e ampliou a vantagem do Santa Cruz. Com adversário já abatido, o time coral ainda se lançou e definiu o placar em 3 a 0 após Lelê aproveitar o rebote.

Informações Giro dos Esportes

Postagens Relacionadas
‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››