Eleições 2016: 60 candidatos e 337 eleitores foram presos em flagrante,diz TSE

Sessenta candidatos foram presos em flagrante em todo o país na manhã deste domingo (2), segundo boletim do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgado por volta das 12h30. Os nomes e os partidos dos detidos não foram informados pela Justiça Eleitoral.
Deste total, 39 candidatos foram presos por realizarem boca de urna, 11 por divulgarem propaganda não-permitida, dois por transporte ilegal de eleitores, quatro por corrupção eleitoral e quatro por motivos não informados.
Ainda de acordo com o TSE, também foram registradas ocorrências com outros 32 candidatos, mas sem prisão.
O tribunal informou ainda que 337 eleitores foram presos por irregularidades cometidas próximo às zonas eleitorais.
Houve ainda, conforme o TSE, outras 478 ocorrências nos municípios envolvendo eleitores, mas sem resultar em prisão.
Urnas eletrônicas
Devido a falhas nos equipamentos, a Justiça Eleitoral teve de substituir 1.675 urnas nas seções eleitorais do país, número equivalente a 0,38% do total de dispositivos instalados.
O estado com mais urnas trocadas foi o Rio de Janeiro, com 332 máquinas. Em seguida aparecem São Paulo, com 212, e Rio Grande do Sul, com 158.
Ao todo, 782 urnas foram trocadas em municípios que já usam a identificação biométrica na votação, enquanto 893 foram em cidades sem o sistema.
De acordo com o TSE, serão utilizadas 433 mil urnas eletrônicas na votação deste domingo, o maior número já registrado na história das eleições no país.
A Justiça Eleitoral informou que 68 mil urnas foram reservadas para eventualmente substituir equipamentos que vierem a apresentar defeito ao longo da votação.

Portal Pe10 

Postagens Relacionadas
‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››