Deputados aprovam venda de bebida nos estádios pernambucanos por 18 votos a 13

Foi aprovada na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), na tarde desta terça-feira (24), a venda de bebida alcoólica nos estádios pernambucanos. O projeto de lei foi desarquivado no último dia 17 e mobilizou a bancada de oito de deputados evangélicos. O tucano retirou o projeto porque havia uma série de medidas do pacote fiscal de Paulo Câmara em discussão.
A volta da venda de bebidas foi aprovada com o voto de 18 deputados. Outros 13 deputados votaram contra a venda.
Entre os deputados que defenderam a volta da comercialização, estiveram nomes como Aluísio Lessa e Romário Dias. Nas argumentações, a defesa da necessidade de gerar receitas para os clubes, bem como garantir o patrocínio da Itaipava para a Arena Pernambuco. Sem o nome na porta, a cervejaria chegou a ameaçar romper o contrato com a arena, construída pela Norberto Odebrecht. São estimados cerca de R$ 10 milhões por ano.
Autor do projeto, o tucano Antônio Moraes (PSDB), deu entrada ao projeto de lei em 18 de novembro do ano passado, alegando que que ajudaria na viabilização econômica dos clubes. No dia 12 de maio deste ano, porém, surpreendeu a Casa ao anunciar a retirada da proposta da pauta Comissão de Constituição e Justiça (CCLJ) e o seu arquivamento.
A proibição de bebidas alcoólicas nos estádios de futebol do Estado ocorreu antes da Copa de 2014. A medida pretendia reduzir os crescentes conflitos entre torcidas organizadas.
NE10

Postagens Relacionadas
‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››